Elogio de Robert Laffont

Pierre Assouline evoca no seu blogue, com afecto e admiração, o grande editor francês Robert Laffont, desaparecido esta semana, aos 93 anos de idade.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges