Temporariamente encerrada para balanço

Talvez por se aproximar a publicação do seu livro, a Livreira Anarquista fechou o estaminé há quase duas semanas, deixando-nos à míngua daqueles pedidos descabelados e bizarras idiossincrasias dos clientes que fazem do blogue uma hilariante sitcom livresca. Uma pena. Nunca pensei que a leitura de As Cinquenta Sombras de Grey pudesse ter efeitos tão deletérios. Eu penei um bocado mas sobrevivi. Espero que a LA também sobreviva. Primeiro, porque gostava de ler essa tão prometida prosa. E, depois, porque em tempos de crise não nos podemos dar ao luxo de perder quem nos faz rir de forma inteligente.

PS – Aposto que um dia destes um cliente chegar-se-á ao balcão para pedir à Livreira Anarquista «o livro daquela, ai, como é que se chama, espere lá que tenho o nome debaixo da língua, acho que tem um blogue, já sei, o livro da Bibliotecária Surrealista».



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges