Maravilhas da paternidade

Ontem, os jardins da Gulbenkian abriram-se a “Um Plácido Domingo” de experimentação musical. No meio de dezenas de outras crianças (e respectivos progenitores), a Alice e o Pedro andaram de mapa na mão à procura das surpresas.
Ei-los no Paúl dos Tambores Cantantes:

No Campo das Flores Sonívoras:

E por fim no Pomar dos Gamelões (já com alguns sinais de impaciência do mais novo):



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges