O basquetebolista que lê Bolaño

Pau Gasol, dos L. A. Lakers. E logo o 2666.



Comentários

One Response to “O basquetebolista que lê Bolaño”

  1. Fernando Frazão on Fevereiro 12th, 2010 17:24

    Deve ser por causa do tamanho.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges