A minha escolha

Este ano, foi impossível fazer um diário a sério da maratona de leitura das obras escolhidas para a shortlist do Man Booker Prize. Queria deixar aqui notas sobre os vários livros, transcrever excertos, estabelecer comparações entre os finalistas, mas não deu. Vários picos de trabalho (entre os quais o final de uma tradução exigente) puseram-me diante de um dilema fácil de resolver: se quisesse ir escrevendo sobre os livros do Booker, não teria tempo para ler os seis; e para conseguir ler os seis, não poderia escrever sobre eles.
Se as coisas abrandarem nos próximos dias, espero fazer a posteriori alguns dos posts que não pude fazer em devido tempo. Entretanto, já em contagem decrescente para o anúncio do vencedor (lá para as 22h00), deixo aqui a minha lista de preferências:

1) C, de Tom McCarthy
2) Room, de Emma Donoghue
3) Parrot e Olivier na América, de Peter Carey
4) The Finkler Question, de Howard Jacobson
5) The Long Song, de Andrea Levy
6) In a Strange Room, de Damon Galgut



Comentários

One Response to “A minha escolha”

  1. Inês Vieira Nascimento on Outubro 12th, 2010 22:06

    Muito me agradaria ler os seus comentários ao vencedor do prémio (e respectiva obra, evidentemente) e aos seleccionados na sua “shortlist”.

    Fico à espera!

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges