Café Perec

Só o título já me deixa com água na boca: Café Perec. A sinopse aumenta ainda mais a expectativa: «uma observação do que acontece quando nada acontece e de como a arte se dá ao luxo de usar livremente a citação literária». O golpe final é dado pelo protagonista da coisa: «um encontro com Enrique Vila-Matas em torno da sintaxe da sua própria obra».
A conferência está marcada para a Sala de Leitura do CCB, dia 21, às 18h30, como prelúdio à estreia do espectáculo Sentido Portátil, encenado por Carla Bolito a partir de História Abreviada da Literatura Portátil.



Comentários

3 Responses to “Café Perec”

  1. Ricardo Reis on Fevereiro 20th, 2009 9:47

    Ouh! É amanhã. Lembro-me de saber do Perec pela edição de 2006 do Art’s Birthday. Vou tentar ir!

    http://www.artsbirthday.net
    http://okno.be/?id=622

  2. Literatura vs. futebol | Bibliotecário de Babel on Fevereiro 21st, 2009 12:41

    […] um dilema tramado: de um lado, a conferência do Enrique Vila-Matas no CCB; do outro, o Sporting-Benfica em Alvalade. Em condições normais, nem hesitava. Escolhia a […]

  3. Djabal on Fevereiro 26th, 2009 12:03

    Essa é uma conferência que jamais poderia perder. É sobre o livro de um grande autor, aliás, dois grandes. Um abraço.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges