Logo à noite, na Covilhã

Pelas 21h30, participarei no Café Literário conduzido por Manuel da Silva Ramos, na Esplanada do Café do Jardim do Lago, na Covilhã. Apesar do frio que se anuncia, quem estiver pela Beira Interior é muito bem-vindo a uma conversa que valerá a pena, nem que seja pelo brilhantismo do meu interlocutor.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges