Uma leitura colectiva das ‘Novas Cartas Portuguesas’


Clique para aumentar

A 25 de Outubro de 1973, num teatro parisiense, foram lidos pela primeira vez excertos das Novas Cartas Portuguesas (de Maria Velho da Costa, Maria Isabel Barreno e Maria Teresa Horta). Quase quatro décadas depois, o livro, recentemente reeditado com anotações de Ana Luísa Amaral, vai voltar a ser lido em voz alta, no dia 25, pelas 18h30, no Centro de Cultura e Intervenção Feminista.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges