“A gramática é uma grande profissional, tem uma longa carreira, mas se calhar não está habituada a ser dominada desta maneira ao longo de um parágrafo inteiro”

Há muito tempo, mas mesmo há muito tempo, que um texto não me provocava tantas gargalhadas (daquelas aos solavancos, imparáveis, que nos inclinam o corpo para a frente e causam burburinho na sala, se a sala não estiver vazia).
Portugal até consegue sobreviver à licença sabática dos Gato Fedorento, mas não sei como é que se aguentaria sem o “Rogério Casanova”.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges