Amanhã, na secção de Livros do ‘Actual’

Fernando Pessoa – uma quase auto-biografia, de José Paulo Cavalcanti Filho (Porto Editora), por António Guerreiro e Richard Zenith
Macau, de Antoine Volodine (Sextante), por José Mário Silva
A Palavra do Mudo, de Julio Ramón Ribeyro (Ahab), por Pedro Mexia
Religião, República, Educação, de Tomás da Fonseca (Antígona), por Hugo Pinto Santos
– Portugueses no Holocausto, de Esther Mucznik (Esfera dos Livros), por Luciana Leiderfarb
– Escolhas de José Luís Peixoto



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges