Amanhã, na secção de Livros do ‘Actual’

– O que aí vem (não-ficção, ficção e encontros literários), por José Mário Silva
Novembro, de Jaime Nogueira Pinto (A Esfera dos Livros), por Pedro Mexia
A Instalação do Medo, de Rui Zink (Teodolito), por José Mário Silva
Miramar, de Naguib Mahfouz (Civilização), por José Guardado Moreira
Justiça para Ouriços, de Ronald Dworkin (Almedina), por Luís M. Faria
A Diplomacia de Salazar (1932-1949), de Bernardo Futscher Pereira (Dom Quixote), por Luísa Meireles
De Nada, de Alberto Pimenta (Boca), por Manuel de Freitas
Rude, de Rui Baião (Averno), por Hugo Pinto Santos
– Escolhas de José Emílio-Nelson



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges