Amanhã na secção de Livros do ‘Actual’

Alabardas, Alabardas, Espingardas, Espingardas, de José Saramago (Porto Editora), por José Mário Silva
As Velas da Noite, de Ana Teresa Pereira (Relógio d’Água), por José Mário Silva
Se Não Agora, Quando?, de Primo Levi (Dom Quixote), por Ana Cristina Leonardo
Até nos Vermos Lá em Cima, de Pierre Lemaitre (Clube do Autor), por José Guardado Moreira
O Uso dos Venenos, de José Carlos Barros (Língua Morta), por Pedro Mexia
O Triunfo do Ocidente, de Rodney Stark (Guerra e Paz), por Luís M. Faria



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges