Amanhã na secção de Livros do ‘Actual’

– Conversa com António Lobo Antunes a propósito de Caminho Como uma Casa em Chamas (Dom Quixote) e crítica ao livro, por José Mário Silva
O Grande Jacques Coeur, de Jean-Christophe Rufin (Porto Editora), por José Guardado Moreira
A Mística de Putin, de Anna Arutunyan (Quetzal), por Luís M. Faria
Primeiro os Idiotas, de Bernard Malamud (Cavalo de Ferro), por Pedro Mexia
A Filha do Papa, de Dario Fo (Porto Editora), por Alexandra Carita



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges