Amanhã, na secção de Livros do ‘Actual’

Cão em Fuga, de Don DeLillo (Relógio d’Água), por Ana Cristina Leonardo
Elegia para um Americano, de Siri Hustvedt (ASA), por Vítor Quelhas
O Fato Cinzento, de Andrea Camilleri (Bertrand), por Paulo Nogueira
O Despertar, de Kate Chopin (Relógio d’Água), por José Guardado Moreira
333, de Pedro Sena-Lino (Porto Editora), por José Mário Silva
O Mundo Sólido, de João Paulo Sousa (Deriva), por António Guerreiro
A Pena do Diabo, de Minette Walters (Relógio d’Água), por Luís M. Faria



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges