Amanhã, na secção de Livros do ‘Actual’

Verão, de J.M. Coetzee (Dom Quixote), por José Mário Silva
Derrocada, de Ricardo Menéndez Salmón (Porto Editora), por Vítor Quelhas
Um Instante de Abandono, de Philippe Besson (Teorema), por Luísa Mellid-Franco
Os livros que devoraram o meu pai, de Afonso Cruz (Caminho), por Luís M. Faria
Disse-me um Adivinho, de Tiziano Terzani (Tinta da China), por Ana Cristina Leonardo
Fragmentos de Píndaro, de Friedrich Hölderlin (Assírio & Alvim), por António Guerreiro
Obsessão, de José António Almeida (&Etc), por Manuel de Freitas



Comentários

3 Responses to “Amanhã, na secção de Livros do ‘Actual’”

  1. manuel a. domingos on Fevereiro 26th, 2010 20:50

    um livro de Afonso Cruz por Afonso Cruz?

  2. José Mário Silva on Fevereiro 27th, 2010 9:34

    Obrigado pela atenção, Manel. Já corrigi. O Afonso Cruz é bastante meta-literário, mas ainda não chegou ao ponto de escrever uma crítica ao seu próprio livro.
    :)

  3. Jonas on Fevereiro 28th, 2010 21:59

    Que grande colheita!
    http://aeiou.expresso.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/567298
    Em sete críticas, cinco delas levam as cinco estrelas!

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges