Basebol, lixo e bombas nucleares

Terminada a leitura de Submundo, confirmo a minha queda por romances de grande fôlego. E sim, depois do que se passou com o Bolaño, também me apetece chamar uns quantos nomes ao sr. DeLillo.



Comentários

2 Responses to “Basebol, lixo e bombas nucleares”

  1. vitor coelho da silva on Maio 17th, 2010 23:16

    Boa noite

    Lá vou eu ter que comprar mais um “calhamaço” 😉 Ler o seu blog dá cá um arrombo na carteira, que nem queira saber!

  2. Pedro on Maio 18th, 2010 11:24

    São livros muito diferentes, todos sabemos, mas este Delillo – não sou grande fã do restante – é mais um meu cup of tea do que o Bolaño de 2666.

    Uma comparação mais evidente, e aqui aproveito para reiterar o choradinho, seria a de Underworld com Gravity’s Rainbow.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges