Bibliografia recomendada para o jogo desta tarde (ou como chutar a bola para Kant)

capa_Kant

O único imperativo categórico é ganhar, dizendo com elegância auf wiedersen a Ballack, Schweinsteiger, Podolski e companhia.

Adenda – E pronto, acabou-se. Já não vou ter que procurar capas de livros do Ivo Andrić ou do Orhan Pamuk, para antecipar a meia-final. Já com a cabeça em Londres, Scolari manteve Ricardo (o guarda-redes mais ridículo do mundo) e tramou Sócrates. Agora, o país vai descer outra vez à terra, vai enfrentar outra vez a realidade sem anestesias patrioteiras. E a realidade, por estes dias, não é coisa bonita de se ver.

Adenda à adenda – A seguir vem o Campeonato do Mundo na África do Sul (2010), não é? Então se calhar podemos ir relendo este romance, em jeito de pré-estágio:

capa_Desgraca



Comentários

5 Responses to “Bibliografia recomendada para o jogo desta tarde (ou como chutar a bola para Kant)”

  1. Inês on Junho 20th, 2008 10:32

    Muito bom! Resumo perfeito de uma noite para esquecer

  2. Graça Patrão on Junho 20th, 2008 13:14

    Podem esclarecer-me sobre o modo de funcionamento deste passatempo?obrigado.

  3. reis on Junho 20th, 2008 19:39

    O guarda-redes mais ridículo do mundo? Deixem-se de eufemismos.

    Aqui o eis, sem preço e inesquecível:
    http://www.record.pt/fotogaleria_imagem.asp?id=792122

  4. pedro on Junho 21st, 2008 11:42

    O chuto para Kant parece-me bem, mas, se for em direcção à Crítica da Razão Pura, a bola bate no poste e vai fora. Se alguns Portugueses soubessem que o imperativo categórico pertence à razão prática (e não à pura), talvez houvesse menos bolas ao ferro.

  5. Ente lectual on Junho 24th, 2008 12:59

    ou aquele outro: à espera dos bárbaros

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges