Charles Bukowski segundo o FBI

Eis 113 páginas com informações sobre o tantas vezes paranóico Bukowski (pelo vistos, com alguma razão para isso), recolhidas quando o Federal Bureau of Intelligence andava à procura do Unabomber e incluiu o autor de Ham on Rye na lista de potenciais suspeitos.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges