Coisas boas

Sair de casa às cinco da tarde para aproveitar uma horinha de parque infantil com os miúdos, encontrar amigos, ser raptado pelos amigos, comer em casa dos amigos, deixar-se ir numa conversa que flui por mil lados, das ondas da Nazaré às de Hokusai, mais as infinitas reverberações de um talento em bruto da arte lowbrow (David Choe), caracóis e berbigão e cerveja fresca, regresso a casa para lá da meia-noite com os filhos adormecidos ao colo.



Comentários

One Response to “Coisas boas”

  1. Isabel on Maio 30th, 2010 19:17

    Das ondas da Nazaré às de Hokysai com os filhos adormecidos ao colo. Isto poderia ser um bom tema para um livro o un filme. É muito bello

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges