Esclarecimento

Em resposta à dúvida que materializámos aqui, Paulo Gonçalves, director de comunicação da Porto Editora, escreveu-nos a lembrar que «em nenhum momento, em nenhuma comunicação, a WOOK afirmou que oferecia um milhão de livros». Segundo os regulamentos da acção promocional, em cada um dos três «momentos WOOK» seriam oferecidos 1000 livros, aos 1000 primeiros internautas que conseguissem encomendá-los online. A frase «um milhão de livros grátis», chamariz que induziu muita gente em erro, refere-se apenas ao número de títulos disponíveis para escolha.



Comentários

4 Responses to “Esclarecimento”

  1. Vovô cantigas on Dezembro 2nd, 2008 10:44

    No meu entendimento, o senhor Paulo Gonçalves precisa de voltar à escola.
    Antes de falar, por razão do fraco entendimento matemático. Depois de falar, bem, enfim, razões simples de lógica e também de língua.

    [A frase «um milhão de livros grátis», chamariz que induziu muita gente em erro, refere-se apenas ao número de títulos disponíveis para escolha.]

  2. André on Dezembro 2nd, 2008 22:47

    É o que se chama uma chico-espertice para enganar o pessoal. Fica registado, e a Wook para mim acabou.

  3. Eduardo Serra Lopes on Dezembro 3rd, 2008 2:45

    As palavras deste tal de Paulo Gonçalves são o cúmulo do ridiculo.

    E por que não fala ele do facto de o site ter estado em baixo desde o primeiro momento e eles nada terem feito quanto a isso?

    Se calhar interessava-lhes que o site nao funcionasse…

    Já me mandaram um mail para não comprar mais na Wook e é o que vou fazer.

    Porto Editora e Wook para mim morreram.

    Enganar o público português vai sair-lhes muito caro.

  4. Loris on Dezembro 4th, 2008 12:28

    O comunicado original da Porto Editora mencionava explicitamente que iriam existir vários momentos wook por dia (e noite). No segundo dia da promoção fizeram-no substituir por outro que mencionava um momento wook por dia. Ou seja, andam a ver se nos comem as papas na cabeça, mas vai sair-lhes o tiro pela culatra. E é pena, porque a Wook tinha tudo para correr bem: site funcional, com boa apresentação, boas descrições dos produtos, e falta de concorrência. Um caso de estudo para os publicitários (“efeito wook”?): como uma campanha megalómana e trapalhona pode por a perder um bom produto.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges