Escritor de imagens, dramaturgo do cinema

Parabéns, Manoel de Oliveira, magnífico centenário.



Comentários

One Response to “Escritor de imagens, dramaturgo do cinema”

  1. Luís Graça on Dezembro 13th, 2008 4:06

    Eu sou fã do Oliveira mais antigo. Do “Douro, faina fluvial”, do “Aniki Bobó”, de um documentário sobre a feira de Vila Nova de Famalicão com voz do Vasco Santana.
    E até estive presente numa homenagem que lhe fizeram no Martinho da Arcada. Em noite de Benfica–Sporting para a taça e de filme porno na Cinemateca.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges