Fogo posto

A casa de Martin Rynjia, proprietário da editora independente Gibson Square, que vai lançar a 30 de Outubro o polémico romance The Jewel of Medina, de Sherry Jones, foi alvo de uma tentativa de fogo posto no último sábado. Além de não publicar uma narrativa literariamente fraca (segundo a opinião dos seus consultores), também foi disto que o Manuel Alberto Valente se livrou.



Comentários

One Response to “Fogo posto”

  1. Francisco on Setembro 30th, 2008 15:51

    Grande Chevalier, o Manuel Alberto Valente, dir-se-ia que só publica obras-primas. Os tais consultores também terão sido entronizados como escudeiros? Afinal de contas, ao que parece, cabe-lhes uma boa parte dos méritos e deméritos do nosso MAV.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges