Grande Oferta de Livros do Bibliotecário de Babel

Por razões que não são difíceis de compreender, vou ter de abdicar (não sem um aperto no peito) de umas boas centenas de livros da minha biblioteca. O espaço da casa é finito, as paredes a que é possível encostar estantes são cada vez menos, etc. Ou seja, para que novos livros entrem (e eles não páram de chegar), outros terão de receber guia de marcha. Na maioria livros bons, que eu já li ou gostava de ler um dia, mas que na verdade sei que nunca serão lidos ou relidos. Já para não falar nas duplicações, efeito secundário da conjugalidade.
Pois bem, antes de remeter esta livralhada toda para os lugares óbvios (bibliotecas e associações culturais), lembrei-me de recompensar os meus queridos leitores pela paciência e persistência com que visitam este blogue (ultrapassar as 1000 visitas por dia, a meio de Agosto, é algo com que me regozijo, mas sobretudo é algo com que me espanto). Cabe-vos então fazer a primeira escolha, se para aí estiverem virados.
A coisa funcionará nestes moldes:

Lugar: Miradouro do Monte Agudo, no bairro da Penha de França, entrada pela R. Heliodoro Salgado (Lisboa). Ver no Google Maps, aqui.
Dia: Sábado, dia 21 de Agosto
Horário: 10h00-12h30

Ou seja, a partir das dez da manhã montarei uma banquinha junto ao novíssimo e simpatiquíssimo quiosque do miradouro (servem acepipes indianos, sumo de morango feito na hora, entre outras coisas), diante de uma magnífica vista de Lisboa, Tejo e tudo. Quem vier pode escolher à vontade e levar o que lhe apetecer, sem pagar um cêntimo. Entre os livros oferecidos não haverá novidades editoriais, como é evidente, mas também nada de refugo (pelo contrário).
Se quiserem, os leitores do Bibliotecário de Babel podem ainda aproveitar para conhecer pessoalmente o Bibliotecário de Babel, mas não esperem grande coisa do dito senhor (é só um tipo normal que gosta de livros).
Vá lá, não sejam tímidos. E aproveitem. Eu, no vosso lugar e com mais espaço livre em casa do que tenho, aproveitava.
Até sábado.



Comentários

58 Responses to “Grande Oferta de Livros do Bibliotecário de Babel”

  1. MCS on Agosto 18th, 2010 23:43

    Eia, não é justo. Em Lisboa??

  2. Leo on Agosto 19th, 2010 0:03

    Pena que cá estou eu além-mar, nos confins do Brasil (próximo àquele monte que, se diz, Cabral primeiro vislumbrou)!

  3. Afonso Ferreira on Agosto 19th, 2010 0:06

    Uma excelente ideia. Tentarei passar por lá.

  4. Frederico Ramos-Ponte on Agosto 19th, 2010 0:18

    Tenho pena dessa grande oferta ser em Lisboa e ser longe para mim, mas boa iniciativa, talvez tenham mais uso que inutilizados em alguns “espaços públicos”….

  5. João Valente Aguiar on Agosto 19th, 2010 1:27

    Excelente iniciativa!

    Mas quem é do Porto? Há alguma coisa que possa fazer? :)

    Há livros de Sociologia da Arte, Teoria da Arte (e Literatura), etc.?

    Um abraço

  6. RC on Agosto 19th, 2010 9:30

    Realmente, Zé Mário, e a malta do Porto?! Melhor: e os Sportinguistas do Porto?! São tão bons leitores do blogue como os de Lisboa!

  7. Rui on Agosto 19th, 2010 9:34

    Caro Zé Mário, só uma oferta dessas para me fazer levantar cedo a um sábado de manhã :)
    Lá estarei

  8. Liliana Pacheco on Agosto 19th, 2010 9:39

    Extraordinária iniciativa. Eu vou (apesar de o meu pequeno t1 não conseguir dar conta de muitos mais livros, o meu coração ainda pode. :)

  9. Diogo Lima on Agosto 19th, 2010 9:49

    E quem não mora em Lisboa? o resto não é paisagem.

  10. nils on Agosto 19th, 2010 9:50

    Eu não tenho espaço em casa mas já estou a afiar os dentes. Gostava muito de passar por lá, conhecer o bibliotecário, arrecadar um livro.
    Um abraço pela generosidade.

  11. Nuno Alves on Agosto 19th, 2010 9:55

    Grande ideia. =) Mas bem que podia ser no Porto…

  12. Morrighan (Sofia Teixeira) on Agosto 19th, 2010 9:56

    Mas que iniciativa de louvar!
    Se eu conseguir, vou aparecer nem que seja para presenciar esta iniciativa! E bons livros nunca se recusam :)
    Parabéns!

  13. Inês e Mafalda on Agosto 19th, 2010 10:26

    Oh…eu também queria :)

    E ofereceres alguns a esta causa ?
    http://takeustobruges.blogspot.com/

    beijinhos

  14. cris on Agosto 19th, 2010 10:27

    E não pode montar uma banquinha online? Os portes de envio pagava quem ficasse com o livro…

  15. SPK on Agosto 19th, 2010 10:38

    Ola, concordo com o senhor ou senhora MCS! Acabei de chegar de Portugal, isso nao e justo para quem adora ler, adora livros e aprecia e muito este blog.
    Boa sorte para os todos que estiverem com o Bibliotecario de Babel no dia 21 de Agosto.
    Um abraco,
    SPK

  16. Joao on Agosto 19th, 2010 11:03

    Por favor, altere para Setembro. Mesmo que seja dia 1.

  17. José Catarino on Agosto 19th, 2010 11:04

    Vê-se que tem tanta queda para os negócios como eu, que sou um desastre. E ainda bem, que é uma iniciativa muito simpática. Não prometo, mas talvez apareça “para conhecer pessoalmente o Bibliotecário de Babel, (…) um tipo normal que gosta de livros.”
    Parabéns pela ideia.

  18. José Mário Silva on Agosto 19th, 2010 11:25

    Uau.
    Ainda bem que esta iniciativa está a ter tantas reacções. Agora fico à espera de uma pequena multidão no sábado. Mas não se preocupem. Há livros para todos.
    Aliás, se puderem divulgar este ‘happening’ (por e-mail, facebook, twitter, etc.), agradeço-vos muito. Pensem nos vossos amigos e conhecidos que também merecem levar uns livritos à borla.
    Quanto às pessoas do Porto e do resto do país, lamento muito não tenho disponibilidade para encher o carro com livros e montar banquinha na Avenida dos Aliados. Uma coisa é não ganhar dinheiro nenhum com isto; outra é pagar gasolina e portagem para satisfazer os meus impulsos de partilha. Hão-de convir que a generosidade tem limites.
    Dependendo dos livros que sobrarem, posso é pensar no esquema da cris. Publicar uma lista de títulos no blogue e enviar a quem os pedir (com o NIB para me pagarem os portes). Não sei se é exequível mas vou ponderar.
    Abraços

  19. António Ferra on Agosto 19th, 2010 12:06

    Se não andasse a fazer o mesmo, a alijar a carga do meu barco, ia lá buscar livros. Assim, como acho uma iniciativa tão bonita, espero ir lá tirar uma foto, dar dois dedos de conversa e um abraço.

    António

  20. wanessa on Agosto 19th, 2010 12:18

    Ai, que pena morar em Brasília…

  21. Patrícia Mota on Agosto 19th, 2010 13:01

    O Natal é quando o Bibliotecário de Babel quer! Estou em êxtase. Sou do Porto, mas esse é um óptimo pretexto para ir passar o fim-de-semana a Lisboa. E pode-se levar o Efeito Borboleta para autógrafos? Já agora, sem querer abusar, vai estar sozinho ou será que também se arranja um autógrafo para o Curso Intensivo de Jardinagem?

  22. florbela cordeiro on Agosto 19th, 2010 13:40

    Boa tarde,

    ando há algum tempo à procura de um livro que se chama “Crónicas da Libertação” de Luis Cabral, edições o Jornal, será que faz parte da sua biblioteca?

    Obrigada
    Florbela

  23. Cronopio on Agosto 19th, 2010 14:40

    Zé Mário,

    Muito generosa a tua iniciativa. Se necessitares de espaço para guardares alguns livros que não queiras mesmo deixar partir, isso pode-se conseguir.

    Abraço

    Cronopio

  24. Rita CM on Agosto 19th, 2010 14:58

    Bela iniciativa. Por lá passarei. Penso até levar alguns livros para deixar em troca.

  25. José M. R. Gonçalves on Agosto 19th, 2010 15:49

    Se tiver algum livro sobre o Egípto que vá oferecer, p. f., lembre-se de mim.
    Tenho uma pequena biblioteca. Também já não tenho onde colocar mais livros, mas …, na minha, ainda vai cabendo mais um.
    Parece-me que gosta de livros mais do que eu e, assim sendo, cada livro que der será uma facada no coração.
    Tente ver se há alguma possibilidade de não ficar sem os livros. Se não houver, prossiga com a sua ideia.
    Um grande abraço.

  26. José Mário Silva on Agosto 19th, 2010 16:40

    Patrícia Mota,
    Venha então a Lisboa, que não se arrependerá. O autógrafo no ‘Efeito Borboleta’ está garantido. Quanto ao do ‘Curso Intensivo de Jardinagem’, creio que também se arranja…
    😉

    Florbela Cordeiro,
    Esse livro não faz parte da minha biblioteca, mas entre os que fazem e estarão ao vosso dispor, encontrará decerto algum (ou alguns) que a interessarão.

    cronopio,
    Obrigado pela oferta de espaço. Se precisar mesmo, considerá-la-ei.

    José Gonçalves,
    Sobre o Egipto há pouca coisa. Quanto aos livros, se por um lado me custa mandá-los embora, por outro fico contente por saber que vão ficar em boas mãos.

  27. Eduardo F. on Agosto 19th, 2010 17:06

    Gestos assim põem-nos um sorriso enorme na cara.

    Para quê a inveja?
    Adaptemo-nos à ideia do inacessível e desfrutemos desse sorriso.

    Obrigado, José.

  28. isabel ribeiro on Agosto 19th, 2010 18:06

    Faz-me lembrar o famoso “car boots sale” britânico, mas em forma de dádiva. Excelente.. Tentei implementar uma actividade desta natureza na escola, mas só apareceu uma encarregada de educação. Moral da história – era outra prof de inglês de uma outra escola, de filologia germânica também e bebia da cultura britânica. Ninguém, mais ninguém apareceu. Só pensei. Vai chegar o dia em que se vão pelar por isto, a economia tem altos e baixos e aí os tabus e preconceitos caem, desabam. Vou lá estar.

  29. isabel ribeiro on Agosto 19th, 2010 18:10

    Ah, já estou de carro cheio. E quer autógrafo.

  30. Ana Ruas Alves on Agosto 19th, 2010 18:27

    Parabéns pela iniciativa!

    :)

  31. Maria Manuel Magalhães on Agosto 19th, 2010 19:14

    É de louvar esta iniciativa. Infelizmente não posso estar presente porque, tal como muita gente que comentou, também sou do Porto. Mas fica a esperança que ainda sobrem livros e se faça como a/o “cris” disse: fazer uma banquinha online, o que era uma óptima ideia. No entanto, e como não sou egoísta, vou divulgar esta iniciativa no meu facebook.

  32. Sonia on Agosto 19th, 2010 20:07

    Parabéns pela iniciativa …
    mas espero mesmo que o meu marido não leia este post ….
    Senão estou feita:D

  33. Grande Oferta de Livros do Bibliotecário de Babel (é já no sábado) | Bibliotecário de Babel on Agosto 19th, 2010 22:06

    […] Grande Oferta de Livros do Bibliotecário de Babel […]

  34. Se vivesse em Lisboa já tinha programa para a manhã de Sábado « Fragmagens on Agosto 19th, 2010 22:57

    […] de saber de iniciativas semelhantes em que pudesse participar, só me restava passar a palavra. Os detalhes estão aqui. É de […]

  35. Vinhal on Agosto 19th, 2010 23:15

    E os leitores do Brasil, como ficamos?

  36. António on Agosto 20th, 2010 9:43

    Belíssima iniciativa! Já está no meu Facebook.
    Só é pena é que Lisboa “está ali tão longe” (desparafraseando o Sérgio G., porque realmente o Porto é que está aqui tão perto…)!
    Fico com pena de não aproveitar: pelos livros, mas também pelos bons dedos de conversa e pela oportunidade de conhecer o nosso blogger favorito.

  37. J Moedas Duarte on Agosto 20th, 2010 9:54

    Já tudo foi dito. Resta-me fechar os olhos a pensar na frase que ouvi tantas vezes à minha avó: ainda há gente boa no mundo!

    Obrigado pela generosidade. Eu e minha mulher vamos fazer o possível por não ir… Já temos centenas de livros no quarto, o que os médicos desaconselham vivamente…

    E cá venho ao blogue todos os dias, faço parte dos mil…

  38. maré on Agosto 20th, 2010 10:23

    de louvar, de facto.
    e que pena estar tão a norte…

    Luísa

  39. Desejo para amanhã de manhã | Bibliotecário de Babel on Agosto 20th, 2010 11:16

    […] recentes maré em Grande Oferta de Livros do Bibliotecário de BabelJosé Catarino em E agora para algo completamente diferenteJ Moedas Duarte em Grande Oferta de […]

  40. Jota-P on Agosto 20th, 2010 11:46

    Nao saber o que fazer aos livros? Que tal libertá-los por aí e seguir o seu rasto pelo mundo?

    http://www.bookcrossing.com/

    É fácil, é barato e permite-nos oferecer livros aos outros sem eles terem de andar à batatada! Ah, e permite que as pessoas de todos os continentes os leiam!

    Fica a sugestão para o futuro!

  41. João Delicado on Agosto 20th, 2010 12:07

    Talvez seja já demasiado em cima, e a verdade é que não poderei usufruir da iniciativa porque estou a viver em Roma (!) mas gostava de fazer uma sugestão para que a coisa corra ainda melhor:

    – por cada livro, poderias estabelecer um preço simbólico (1€, por ex);

    Isso evita a confusão de ter pessoas a levar livros indiscriminadamente, aos montes ou aos molhos; faz com que cada pessoa torne a sua escolha mais criteriosa e se sinta mais participante no processo; valoriza os livros na medida em que contribui para que (com maior probabilidade) fiquem em mãos que os saibam saborear melhor; e o dinheiro ganho pode sempre ser canalizado para algum movimento/obra social que te pareça pertinente.

    Fica a sugestão!
    Abraço!
    João.

  42. José Mário Silva on Agosto 20th, 2010 12:41

    Caro João Delicado,

    É de facto uma boa ideia. A verba final podia ser encaminhada para uma associação cultural que faça da promoção da leitura uma das suas bandeiras. Acontece que já foi criada uma expectativa nas pessoas de que vão encontrar livros a 0 euros e mudar as regras na véspera não me parece lá muito correcto.
    Quanto ao risco de haver pessoas a levarem livros indiscriminadamente, aos montes, não me parece que isso vá acontecer. Não impus regras quanto ao número de livros por pessoa, cada um leva o que quiser, mas estou certo que o bom senso, entre pessoas que gostam de livros, prevalecerá.
    Os problemas e dilemas que surjam serão resolvidos com o tal bom senso e, em último caso, com o recurso à antiquíssima justiça salomónica. Livros partidos ao meio é que não.
    :)

  43. Rui on Agosto 20th, 2010 12:47
  44. isabel ribeiro on Agosto 20th, 2010 12:54

    Entendo o que quer dizer, João Delicado, mas será que não vai aparecer pessoal civilizado? Será que quem gosta de ler e de livros não irá pensar que outros estarão lá para o mesmo? Quando começamos a acreditar que somos capazes de comportamentos mais dignos e, desta feita, merecedores da generosidade de alguém? Ou será que é melhor continuar a enviar estas dádivas para países ditos do 3º mundo, dádivas essas que nunca se concretizam no terreno (sei o que digo)? Ou para bibliotecas de instituições que tantas vezes os deixam em caixotes (sei o que digo)?
    Sempre que (re)organizo a minha biblioteca, faço algo semelhante. Distribuo entre amigos e família. Este gesto tão louvável de JMS é o dar a oportunidade a uma família mais alargada – a da blogosfera e não só. Vamos acreditar que tudo vai correr com o civismo mais do tipo nórdico?
    E só mais um detalhe. Quem não respeita esta iniciativa e se comporta como vândalos, suevos e alanos, servirá de pouco o gesto simbólico de 1 euro…

  45. jpt on Agosto 20th, 2010 14:28

    os sportinguistas longínquos, ainda que invejosos, apoiam

  46. Virgínia on Agosto 20th, 2010 14:34

    Olá, Bibliotecário de Babel!

    Conta, no espólio que agora pretende alijar, com alguma tradução da Marguerite Yourcenar? Tenho algumas das obras dela no original, estou a reler algumas e gostava de ver que soluções encontrou o tradutor para certas passagens. Já agora, se não for pedir muito, estará o Amin Maalouf representado (na língua adoptiva dele ou na nossa) na simpática banquinha de livros a doar?

    Saudações

  47. Monte Agudo « O Cantinho da Zé on Agosto 20th, 2010 14:40

    […] De manhã, entre as 10 e as 12h30, O Bibliotecário de Babel oferece livros ao lado do quiosque; – À noite, a EGEAC projecta bom cinema a partir das […]

  48. Carlinha on Agosto 20th, 2010 16:05

    Pois Lisboa…;)

  49. Alexandre Borges on Agosto 20th, 2010 16:14

    O meu caro não quererá doar esse espólio a uma biblioteca pública, do interior do país, detido por uma Associação de Bombeiros Voluntário? Trata-se de uma biblioteca com edifício próprio, aberta há mais de 30 anos e que recebeu durante muitos anos (penso que ainda recebe) livros de um dos bibliotecário Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra e dispõe de um importante espólio. :)
    Cumprimentos.

  50. Sónia on Agosto 20th, 2010 17:13

    Por acaso a ideia de que haverá pessoas menos civilizadas também me passou pela cabeça. Mas espero que não aconteça. Acredito na educação e no respeito e no amor pelos livros.

    Estou ansiosa por ir aí amanhã =) (não conheço o largo, mas espero não me perder. E que não haja grandes problemas de estacionamento; nem que estacione na Almirante Reis lol)

    Obrigada pelo seu gesto.

  51. Paradoxos on Agosto 20th, 2010 18:57

    olá, soube da iniciativa através do “Porosidade Etérea”
    se puder… lá estarei!

    magnánimo!!

    um abraço

  52. Paradoxos on Agosto 20th, 2010 18:58

    ainda há bondade nos homens deste mundo!!

  53. leal maria on Agosto 20th, 2010 19:53

    Que excelente motivo para uma descomprometida tertúlia e permuta de afectos entre a miríade de “almas” que fazem deste “lugar” um poisio comum. Uma bela ideia, com o delicioso pormaior que é levar uns livros grátis e esmiuçar parte das “amputações” literárias que o José Mário Silva se viu na contingência de fazer. :) Espero que não apareçam nenhum dos autores que decidiste (seja lá que por motivos foi) não ler. Não há “bicho” mais susceptível que o criador literário. Parabéns pela ideia e que seja uma festa.

  54. Prezado on Agosto 20th, 2010 21:03

    interessante. Um bom passeio pela manhã que deve acabar por aí.

  55. Grande Oferta de Livros do Bibliotecário de Babel (é já amanhã) | Bibliotecário de Babel on Agosto 20th, 2010 21:30

    […] recentes leal maria em Maravilhas da paternidadeleal maria em Grande Oferta de Livros do Bibliotecário de BabelParadoxos em Grande Oferta de Livros do Bibliotecário de BabelParadoxos em Grande Oferta de Livros […]

  56. josé soares on Agosto 21st, 2010 7:48

    vamos trocar um? estou pelo norte…

  57. cinco dias » Traz outro amigo também on Agosto 21st, 2010 8:04

    […] Traz outro amigo também 21 de Agosto de 2010 por Tiago Mota Saraiva Hoje, entre as 10.00h e as 12.00j, o José Mário Silva oferece livros no Miradouro do Monte Agudo em Lisboa (Grande Oferta de Livros do Bibliotecário de Babel). […]

  58. N.Campos on Agosto 27th, 2010 0:15

    Excelente iniciativa. Infelizmente nem sempre tenho tempo de espreitar o seu magnífico blogue, pelo que só agora tomei conhecimento.
    Espero que a iniciativa tenha corrido bem. E que, se voltar a repetir a ideia, siga a sugestão da Cris (uma lista aqui, com possibilidade de pedidos pela net, à cobrança) e do senhor que sugeriu um preço simbólico. É que normalmente neste país, o que é dado não é valorizado. Creia-me cliente da sua próxima “feira do livro on line”, se bem que, desse modo, não tenha o privilégio de o conhecer pessoalmente. Se vivesse em Lx., teria ido à sua banquinha, mesmo sem que tivesse sobrado nenhum livro para mim, apenas para o conhecer pessoalmente.
    Grande abraço de um leitor esporádico,
    N.Campos

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges