Grande Prémio do Conto APE para Afonso Cruz

O escritor Afonso Cruz (também conhecido pelas suas facetas de músico e ilustrador) acaba de ganhar, com toda justiça, a edição deste ano do Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco, promovido pela Associação Portuguesa de Escritores com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. O prémio de 7.500 euros foi atribuído por unanimidade ao livro Enciclopédia da Estória Universal (Quetzal). Do júri fizeram parte Clara Rocha, José António Gomes, José Ribeiro Ferreira e Fernando Miguel Bernardes (coordenador).
Sobre a obra vencedora, destacada no meu balanço de 2009, escrevi o seguinte: «Com a sua inabalável lógica interna e os seus requintes estilísticos, esta Enciclopédia da Estória Universal é para mim o mais divertido, surpreendente e estimulante dos livros de ficção publicados este ano por autores portugueses.» Pelos vistos, não exagerei.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges