Hoje, na secção de Livros do ‘Actual’

1Q84, de Haruki Murakami (Casa das Letras), por José Mário Silva
O Amante é Sempre o Último a Saber, de Rui Zink (Planeta), por Paulo Nogueira
Pátria Utópica – O Grupo de Genebra Revisitado, de António Barreto, Ana Benavente, Eurico Figueiredo, José Medeiros Ferreira e Valentim Alexandre (Bizâncio), por José Pedro Castanheira
D. Pedro V – Um Homem e um Rei, de Ruben Andresen Leitão (Texto), por Pedro Mexia
Diário Íntimo – Dádiva e outros poemas, de Luís Amaro (Licorne), por António Guerreiro



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges