Isto de ser distraído

Só hoje é que me apercebi de um esquecimento: o BdB fez três anos de vida no passado dia 10. Paciência. Tentarei lembrar-me do quarto aniversário.



Comentários

7 Responses to “Isto de ser distraído”

  1. MCS on Dezembro 15th, 2010 18:10

    Nesse caso, parabéns. E venham muito mais livros porque nesta biblioteca o espaço é infinito.

  2. Rui Almeida on Dezembro 15th, 2010 18:13

    Sugestão de mnemónica: faz anos no mesmo dia da Declaração Universal dos Direitos do Homem.

  3. José Mário Silva on Dezembro 15th, 2010 19:43

    Excelente mnemónica, Rui.

  4. Paulo Ferreira on Dezembro 15th, 2010 22:29

    Parabéns ao Bibliotecário e aos livros.

  5. HOOLIGAN on Dezembro 16th, 2010 2:16

    Parabéns! Estou cá ininterruptamente há dois.

  6. Alfredo Aquino on Dezembro 16th, 2010 20:48

    Caro José Mário – Parabéns pela sua luta incansável.
    Schlee ganhou alguns prêmios importantes por aqui. Isso foi fruto tambem de muito trabalho de divulgação, de persistência, aliado ao mérito de seus livros. Esgota-se a edição de Os limites do impossível depois de um ano e agora já se foi mais da metade da edição de Don FRUTOS que chegou ao público a cerca de um mês. É possivel que em janeiro DON FRUTOS esteja em situaão semelhante ao Limites.
    Comecarei agora a trabalhar de maneira mais intensa e cotidiana a divulgaçnao de seu magnífico livro EFEITO, BORBOLETA (na realidade, já comecei por estes dias, vamos ver se conseguimos um resultado semelhante ao Limites e DON FRUTOS- estou cheio de ideias). Em fevereiro o blog ARdoTEMpo completará 3 anos (a equipa do SAPO não o divulga jamais e ele fica como um blog secreto e rejeitado, talvez por ser brasileiro mas o espírito, nunca percebido, era justamente o de criar um canal de reciprocidades e ampliação de conhecimento e de reconhecimento cultural entre artistas, autores e criadores brasileiros e portugueses. O blog está exilado dentro do SAPO e é tratado com desdém ali, salvo notabilissimas excecões – Bibliotecário de Babel, Da Literatura, Der Terrorist, Chez George Sand e possivelmente Ciberescritas.

    Vamos continuar lutando apesar deste caminho ser de pedras de granito e de buracos infinitos.

    Feliz aniversário, Bibliotecário de Babel – o seu livro é simplesmente uma obra-prima.

    Abraços

    AA
    ARdoTEmpo

  7. Sandra Albuquerque on Dezembro 17th, 2010 13:51

    Parabéns! Que venham outros tantos, com ou sem esquecimento, para que eu possa continuar usufruindo do BdB e das notícias literárias de além mar. E muito obrigado pelo que já me deu.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges