Lobo Antunes em Torres Novas

Segundo notícia do DN, António Lobo Antunes pondera ceder o seu espólio à Câmara Municipal de Torres Novas durante 20 anos, “no âmbito de um contrato de comodato” (à maneira do que Joe Berardo fez com o Ministério da Cultura, cedendo ao Estado a sua colecção de arte contemporânea, mas com prazo fixo e perspectiva de negócio).
Para a autarquia, o interesse no espólio de Lobo Antunes — composto pela sua “biblioteca pessoal” e por “manuscritos, objectos pessoais, fotografias, pinturas, prémios e condecorações” — é óbvio. A futura Casa da Literatura, que ocupará um lugar nobre (os futuros ex-Passos do Concelho), será decerto um pólo de actividade cultural importante no projecto de uma Cidade Criativa e o empréstimo de uma casa, para o escritor viver perto das suas coisas, representa apenas uma aposta na “descentralização” de um dos principais nomes da literatura nacional.
O que me causa alguma perplexidade é a justificação de Lobo Antunes para a mudança de vida. Se ele pretende apenas “descansar” e escrever, longe da agitação lisboeta, muito bem. Está no seu direito. Mas invocar como ligação à cidade o facto de o seu irmão, Pedro Lobo Antunes, “ali residir e ser um político local” é no mínimo caricato. Mesmo que em Torres Novas também existam marquises de alumínio e casas com naperons em cima da televisão (e existem, decerto), o lugar que mais merecia uma Casa da Literatura António Lobo Antunes é, sem sombra de dúvida, o bairro de Benfica.
Será por isso que o escritor negociou um comodato e não uma cedência definitiva? Em 2028 saberemos.



Comentários

2 Responses to “Lobo Antunes em Torres Novas”

  1. josé carlos braga on Março 5th, 2008 15:07

    Pois é. Pois é. Sempre a mesma ladainha. O latinório é sempre o mesmo. Lobo Antunes anuncia que sai de Lisboa e que vai levar (temporariamente) os seus tarecos e pertences para a pestilenta província, e é como se o Cristo Rei tivesse finalmente fechado os braços e tivesse levado a Torre de Belém para a Outra Banda – para a Outra Banda do Estreito de Gibraltar, quero dizer.

  2. Livros - Lobo Antunes em Torres Novas / RetortaBlog on Março 10th, 2008 9:27

    […] Livros – Lobo Antunes em Torres Novas […]

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges