Logo à tarde


Clique para aumentar

Não, A Mala Assombrada não é sobre aquela coisa de couro que todos os senhores do FMI transportam com algum esforço na mão direita, quando se dirigem pela manhã ao Ministério das Finanças, no Terreiro do Paço. Mas podia ser.



Comentários

One Response to “Logo à tarde”

  1. Olinda Melo on Abril 19th, 2011 11:53

    :)) Bem visto!

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges