Man Booker Prize – um prognóstico

Terminada a leitura dos finalistas do Man Booker Prize em cima da meta (o vencedor é anunciado logo à noite), eis a minha avaliação da shortlist:

1. The Sense of an Ending, de Julian Barnes
2. The Sisters Brothers, de Patrick DeWitt
3. Jamrach’s Managerie, de Carol Birch
4. Half-Blood Blues, de Esi Edugyan
5. Snowdrops, de A.D. Miller
6. Pigeon English, de Stephen Kelman

Importa ainda sublinhar que o livro de Julian Barnes é claramente o melhor dos seis. Se não ganhar o prémio, será uma injustiça of huge proportions.



Comentários

2 Responses to “Man Booker Prize – um prognóstico”

  1. Fabio on Outubro 18th, 2011 19:43

    Bom, como só li o do Julian Barnes, é ele o meu favorito… Um romance tão interessante quanto conciso.

  2. Tânia on Outubro 18th, 2011 22:03

    Por acaso ando há algum tempo a querer ler “Nada a temer” de Julian Barner (Quetzal).

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges