Mapas

Eis uma curiosa abordagem a um dos textos mais célebres de Jorge Luis Borges (esse escritor que é difícil de encontrar nas livrarias de Coimbra mas está ao virar da esquina no YouTube), recorrendo apenas ao Google Earth, a uma tampa de esgoto, a uma folha de papel branco, a um lápis e a uma bússola.



Comentários

One Response to “Mapas”

  1. Maria on Agosto 12th, 2008 16:07

    Às vezes as ideias mais simples podem causar muito efeito.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges