Maravilhas da paternidade

Pedro: Sabias que há meninos lá na escola que pensam que a bandeira portuguesa só tem duas cores?
Eu: Vermelha e verde, não é?
Pedro: Sim.
Eu: Mas tu sabes que são três cores.
Pedro: Três cores?
Eu: Sim. Vermelho, verde e amarelo.
Pedro: Ó pai, mas não são três cores!
Eu: Então?
Pedro: São cinco. Não sabes? [Expressão facial de incredulidade absoluta.] Vermelho, verde, amarelo, branco e azul. Nunca viste que há coisas azuis [quinas] no meio da parte amarela [esfera armilar]?



Comentários

9 Responses to “Maravilhas da paternidade”

  1. fallorca on Julho 19th, 2010 18:54

    Keep yr eyes open 😛

  2. leal maria on Julho 19th, 2010 19:47

    eh eh… há que estar atento ou apanham-nos logo em falta.

  3. Alexandre Esgaio on Julho 20th, 2010 11:14

    O pai não percebe nada……

  4. juliana on Julho 20th, 2010 19:55

    Meu blog esta todo reformado, gostaria que voce passasse la pra me fazer uma visitinha.

    http://ciadolivro.blogspot.com/

    Realmente, nem eu sabia que eram 5 cores!

  5. henedina on Julho 20th, 2010 23:32

    Ignorante

  6. henedina on Julho 20th, 2010 23:32

    Ignorante pois :)

  7. isabel ribeiro on Julho 21st, 2010 13:14

    EStes magníficos registos ainda vão dar um outro “pai em crescimento…”, suspeito.

  8. da Maia on Julho 21st, 2010 23:32

    E os contornos de negro?
    – a esfera armilar tem uma orientação preferencial da eclíptica a Oriente, opção henriquina herdada na divisa de D. Manuel.
    – dos dois hemisférios ficou um – GOL.
    – o outro é segredo!

  9. isabel ribeiro on Julho 24th, 2010 2:44

    Preciosismos. Abençoados daltónicos.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges