Maravilhas da paternidade

Pedro: «Pai, tu és o fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo, mais fundo do meu coração.»



Comentários

2 Responses to “Maravilhas da paternidade”

  1. Maria on Dezembro 22nd, 2011 22:23

    Lindo :)
    Fez-me recordar esta tira da Mafaldinha:
    http://deposito-de-tirinhas.tumblr.com/post/14611672442

  2. Gerana Damulakis on Dezembro 25th, 2011 1:46

    Isso é que o sal da vida: uma declaração linda!!!

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges