Murilo Antônio Carvalho na primeira pessoa

Discurso de agradecimento do vencedor do Prémio LeYa (gravado no meio da Amazónia), em que o autor de O Rastro do Jaguar fala do seu livro e evoca o «povo da floresta».

[via BlogTailors]



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges