Novidades da ASA para Outubro

As mais fortes são estas:

auster

Invisível, o novo romance de Paul Auster, chegará a Portugal no dia 27 de Outubro, exactamente ao mesmo tempo que é lançado nos EUA. Diz a sinopse:

«Sinuosamente construído em quatro partes entrecruzadas, o décimo quinto romance de Paul Auster começa em Nova Iorque, na Primavera de 1967, quando o jovem aspirante a poeta Adam Walker conhece Rudolf e Margot, um enigmático casal francês. O perverso triângulo amoroso que rapidamente se forma, conduz a um chocante e inesperado acto de violência cujas consequências serão irreversíveis.
Três narradores contam uma história que se desloca no tempo, de 1967 a 2007, e no espaço, à medida que viaja entre Nova Iorque, Paris e uma ilha remota nas Caraíbas. Invisível está imbuído de fúria, de sexualidade desenfreada e de uma busca implacável por justiça. É uma viagem através das fronteiras sombrias entre verdade e memória, criação e identidade.»

Auster falou sobre o livro numa entrevista à revista Granta, de que se pode ver um excerto aqui.

***

schlink

Depois de O Regresso e da reedição de O Leitor, a ASA continua a apostar em Bernard Schlink, com o livro de contos O Outro Homem e outras histórias, mais uma vez empurrado por um filme em cartaz.

***

dulce

O Chão dos Pardais, de Dulce Maria Cardoso. Promete muito:

«A família é uma casa em ruínas. Mas tudo está perfeito na festa dos sessenta anos de Afonso. Antes e depois dessa festa, antes e depois da tragédia que a estraga, o romance dá conta das forças que atiram umas personagens contra outras. Seja para se amarem ou para se odiarem. E, vertical, por entre todas as forças, a força da gravidade que estatela no chão os corpos que caem.»



Comentários

2 Responses to “Novidades da ASA para Outubro”

  1. Sócio do Benfica número 2673 on Setembro 15th, 2009 15:03

    Já vais com um grão na Asa.

  2. Gerana Damulakis on Setembro 15th, 2009 23:29

    O ponto alto da revista Granta, em seu mais recente número em língua portuguesa, trouxe um conto magistral de Haruki Murakami, intitulado “Tailândia”. Todavia de Paul Auster não há a entrevista, deverá ser no próximo número da revista em nossa língua.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges