Nuno Júdice é o novo director da Colóquio Letras

Depois do polémico afastamento de Joana Varela, a administração da Fundação Gulbenkian acaba de nomear o poeta Nuno Júdice como novo director da Colóquio Letras. No seu caderno de encargos, aparentemente, está a publicação a tempo e horas dos números da revista, que chegaram a sair com três anos de atraso. Eduardo Lourenço presidirá ao novo conselho editorial.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges