O princípio do fim da guilhotina?

Talvez. A isenção do IVA nas transmissões de livros a título gratuito é uma ajuda para evitar o «massacre» (como lhe chamou a ministra da Cultura, Gabriela Canavilhas) dos milhares de volumes destruídos pelas editoras todos os anos, mas ainda fica a faltar uma melhor organização da vida pós-comercial dos livros, da armazenagem à eficácia dos esquemas de doação a entidades necessitadas.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges