O que aí vem (Ahab)

Editora-revelação de 2009, a novíssima Ahab tem um desafio importante em 2010: confirmar que a excelente entrada em cena (com os livros A Ilha, de Gianni Stuparich; Pergunta ao Pó, de John Fante; e Pudor e Dignidade, de Dag Solstad) não foi fruto do acaso ou de simples begginers luck. Sinceramente, creio que eventuais receios vão ser afastados logo que a próxima colheita chegar às livrarias. Até porque já consegui confirmar a presença no catálogo deste semestre dos seguintes títulos:

The Prime of Miss Jean Brodie, de Muriel Spark (tradução de Margarida Periquito; inclui um pequeno ensaio de James Wood)
Winesburg, Ohio, de Sherwood Anderson (trad. de José Lima)
A Sudden Liberating Thought, de Kjell Askildsen (trad. de Mário Semião)
Ágape, Agonia, de William Gaddis (trad. de José Miguel Silva)

Sobre o livro de Gaddis, que será lançado em Maio (o título é provisório), Tiago Szabo, um dos responsáveis pela Ahab, diz tratar-se de «um dos mais loucos e inclassificáveis criptogramas da história da literatura universal (não fora outro maluquinho chamado Finnegans Wake)». E acrescenta: «Segundo o José Miguel Silva, a quem coube a espinhosa e ingrata tarefa de traduzir o livrito do Gaddis, estas foram as 90 páginas mais difíceis que alguma vez traduziu. Nem o bardo lhe deu tantas voltas à cabeça. Diz ele que a única pessoa capaz de traduzir isto sem hesitações seria o próprio Gaddis, pois só alguém dentro da cabeça dele é que poderia extrair sentido de certas fracturas semânticas».
Cá estaremos para ler este e os restantes livros da safra.



Comentários

12 Responses to “O que aí vem (Ahab)”

  1. hmbf on Janeiro 12th, 2010 0:41

    Sherwood Anderson é uma maravilha.

  2. hmbf on Janeiro 12th, 2010 10:14

    Tinha deixado um comentário a felicitar a edição do Sherwood Anderson, mas deve ter fugido. A ver se é desta. 2010 promete: Bukowski & Sherwood serão boa companhia.

  3. Álvaro on Janeiro 12th, 2010 18:50

    É, Sherwood Anderson é uma maravilha, e a OVNI também prepara a edição do mesmo título…

  4. José Mário Silva on Janeiro 12th, 2010 19:06

    E agora, Álvaro, como é que vão descalçar essa bota?

  5. hmbf on Janeiro 12th, 2010 20:08

    Deixa lá, homem, outros títulos há tão bons quanto este. O que importa é os livros irem aparecendo.

  6. Álvaro Góis Santos on Janeiro 13th, 2010 0:44

    Tens alguma sugestão, José Mário?

  7. José Mário Silva on Janeiro 13th, 2010 11:45

    Não tenho, Álvaro. Mas suponho que os direitos não foram vendidos ao mesmo tempo a duas editoras. Ou foram?

  8. Álvaro Góis Santos on Janeiro 13th, 2010 15:10

    Creio que está no domínio público, não?

  9. Luís Rodrigues on Janeiro 13th, 2010 16:05

    Se não estou em erro, boa parte dos livros do Sherwood Anderson está no domínio público.

  10. José Mário Silva on Janeiro 13th, 2010 16:54

    O Tiago Szabo, da Ahab, acaba de me confirmar que o livro está, de facto, no domínio público.

  11. hmbf on Janeiro 13th, 2010 17:03

    Álvaro, o domínio público é fixe: um gajo atira-se ao domínio público e em vez de 1 Sherwood passamos a ter 2. THE TRIUMPHS OF THE EGG (1921) parece-me um título “ovníco”. :-))))

  12. Álvaro Góis Santos on Janeiro 14th, 2010 14:29

    Não digo que não Henrique, mas por que motivo haveríamos de desistir de uma edição em que já investimos tempo e dinheiro? A nossa tradução do Winesburg, Ohio está feita…

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges