O que aí vem (Cavalo de Ferro)

Nos primeiros meses de 2011: Pássaros na boca, de Samanta Schweblin; Victoria, de Knut Hamsun; A maldição da casa da colina, de Shirley Jackson; O último livro, de Zoran Zivkovic; O turno, de Luigi Pirandello; Um rio de tinta irlandesa, de Flann O’Brien; Museu da rendição incondicional, de Drubavka Ugrešić; Correr, de Jean Echenoz; O que resta da esquerda – Mitos e realidades das Esquerdas no Governo, de Franco Cazzola.



Comentários

One Response to “O que aí vem (Cavalo de Ferro)”

  1. jaa on Dezembro 29th, 2010 15:01

    Vários títulos muito apetecíveis (há que tempos que eu andava à espera que eles voltassem a publicar qualquer coisa de Zivkovic). Pena é que as edições da Cavalo de Ferro estejam muito menos bonitas do que já foram. E sejam produzidas em Itália em vez de em Portugal. E tenham perdido o poema de e. e. cummings que serve de manifesto à editora.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges