O que aí vem (Planeta)

Em Setembro: Marina, de Carlos Ruiz Zafón (o livro que precedeu A Sombra do Vento); Múltipla Escolha, de Lya Luft (ensaio); Aurora Boreal, de Asa Larsson (mais um policial sueco a beneficiar da loucura mundial por outro Larsson, o Stieg, embora o sucesso da autora tenha começado em casa, na Suécia, onde este romance de estreia vendeu mais de um milhão de exemplares); Anjo Caído, de Lauren Kate (fantasia tipo Crepúsculo); Julieta, de Anne Fortier.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges