O Último Teorema de Clarke

O jornal Daily Telegraph pré-publicou, em exclusivo, algumas páginas do derradeiro e póstumo romance de Arthur C. Clarke, escrito a quatro mãos com Frederik Pohl: The Last Theorem, com lançamento em breve pela Harper Voyager. Nem de propósito, a narrativa descreve uns Jogos Olímpicos realizados, não em Pequim, mas na Lua.



Comentários

2 Responses to “O Último Teorema de Clarke”

  1. Luís Rodrigues on Julho 31st, 2008 0:25

    Bom, as colaborações do Arthur C. Clarke, em particular com o Stephen Baxter ou o Gentry Lee, baseavam-se no senhor ter a ideia, e os outros que escrevessem o livro. O Clarke limitava-se a ler e aprovar ou sugerir alterações aos capítulos à medida que iam sendo produzidos. Publicado o romance, um recebia “top billing” e o outro ficava com os “bragging rights”.

    Portanto, o Último Teorema não é necessariamente o último livro. Colaborações assim podem continuar por muitos e bons anos, enquanto houver ideias na gaveta à espera de ser usadas.

  2. José Mário Silva on Julho 31st, 2008 10:39

    E estes escritores ainda tem, pelo menos, direito a ver o seu nome na capa. Há muitos autores de ‘best-sellers’ que têm ghostwriters que nunca saem do anonimato (e que nalguns casos, vendo bem, talvez nem queiram sair).

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges