Os autocríticos

Soube-se há dias que Paulo Coelho, além de ter um blogue onde pirateia os seus livros (numa estratégia de marketing viral), escreve anonimamente sobre eles na net. Nada de novo. Em tempos, também Anthony Burgess assinou sob pseudónimo uma crítica literária a obra sua. A diferença é só esta: Paulo Coelho diz bem, Burgess disse mal.



Comentários

4 Responses to “Os autocríticos”

  1. João on Fevereiro 6th, 2008 17:01

    Então e o Walt Whitman? Também fez umas críticas à primeira edição das Folhas de Erva.

  2. José Mário Silva on Fevereiro 6th, 2008 18:57

    Pois. Mas o Walt era o Walt e o Coelho é o Coelho.

  3. João on Fevereiro 6th, 2008 20:40

    Nisso tenho de concordar consigo. Há questões em que existem mesmo dois pesos e duas medidas. :)

  4. Detalhes » Blog Archive » Autocrítica anónima de um autor on Fevereiro 16th, 2008 5:07
«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges