Os finalistas do Man Booker (em número de páginas)

Este vai ser o quarto ano em que me ponho a ler, de empreitada, os seis romances finalistas do Man Booker Prize. Felizmente para mim, e para o meu sono, constato uma tendência: a progressiva redução do número de páginas totais que a leitura da shortlist implica. Em 2008, foram 2835 (média de 472,5 páginas por livro); em 2009, 2768 (média de 461,33 págs./livro); em 2010, 2208 (média de 368 págs./livro); e em 2011, 1612 (268,66 págs./livro). Em vez de calhamaços, volumes mais maneirinhos. Excelente. Embora eu quase não vá dar por isso, uma vez que os vou ler no Kindle.



Comentários

One Response to “Os finalistas do Man Booker (em número de páginas)”

  1. … on Setembro 8th, 2011 15:34

    Oh, raios, já nem se pode enganar os leitores com o tamanho da letra, para fingir que estão a ler um calhamaço aumentando o corpo e a entrelinha… (ou ao contrário).

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges