Out of the world

No cimo de um monte, a casa. À volta, árvores, estradas de cascalho, céu azul, brisa ligeira, um cão chamado Tommy que à noite uiva escondido nos canteiros, sob a lua cheia. Os telemóveis não funcionam, a internet é um país distante e inacessível, sobram os livros e a azáfama das crianças (felizes com a disponibilidade dos pais, libertos de correrias e horários). «Vamos ficar aqui até ao inverno?», pergunta a Alice. Era bom, era.



Comentários

4 Responses to “Out of the world

  1. fallorca on Julho 27th, 2010 21:18

    Bom descanso e jardinagem 😉

  2. Sílvio Dias Júnior on Julho 28th, 2010 4:49

    Em uma madrugada fria em São Paulo (Brasil), encontro-me com este belo blog. Análises, pensamentos e ideias fazem-me pensar sobre muitas coisas. Parabéns por seguir a esse caminho, pois só com leituras sairemos do dia a dia melancólico que nos tortura. Abraços!

  3. António on Julho 28th, 2010 15:31

    Boas férias!
    Com boas leituras, claro.

  4. miguel. on Julho 30th, 2010 0:28

    parece que afinal é mesmo o futuro… este pelo menos tem qualquer coisa do passado.

    http://www.youtube.com/watch?v=AQ-oQihxBws&feature=player_embedded

    abraço.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges