Paulo Moreiras na Ledig House

A convite da DGLB – Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas, o escritor Paulo Moreiras vai passar um mês (de meados de Setembro a meados de Outubro) na Ledig House, uma residência internacional de escritores em Nova Iorque, por onde já passaram vários escritores portugueses desde 2002.



Comentários

7 Responses to “Paulo Moreiras na Ledig House”

  1. pedro on Agosto 1st, 2010 14:24

    A grande questão será: quem é Paulo Moreiras e porquê esta escolha?

  2. isabel ribeiro on Agosto 1st, 2010 20:20

    Relativamente à razão da escolha não faço a mínima. Desconheço os critérios. Mas não passará por candidatura? Não terá por base a qualidade da obra já publicada? João Tordo foi o anterior. Paulo Moreiras, o sr que se segue. Aqui pode encontrar algumas docas e não perca “Os Dias de Saturno”

    http://bibliojafonsoaveiro.blogspot.com/

  3. João André on Agosto 2nd, 2010 8:08

    Mais curioso é o facto de “Ledig”, em alemão, significar “solteiro”.

  4. António on Agosto 2nd, 2010 14:28

    De Paulo Moreiras não conheço muito, apenas “A Demanda de D. Fuas Bragatela”, um extraordinário romance picaresco plublicado em 2002!

  5. isabel ribeiro on Agosto 2nd, 2010 16:31

    Que sorte, António. É o que me falta ler dele. E dizem que é o melhor. o PM também gosto muito desse. Saiu agora o BI da Morcela. Há dias encontrei na Casa das Histórias, nessa toda, o BI do palito, Bi do tremoço, BI da perdiz. Leia “Os Dias de Saurno”, picaresco também, passado na época de D. Pedro II e delicie-se. “Uns cheirinhos…
    Aquele dia seria um dia especial para Domingos Rodrigues e João Curvo Semedo. Seria o culminar de várias experiênciasbe ensaios que tinham desenvolvido ao longo de anos em busca da pedra filosofal. ”

    “Só com a morte de D. Pedro II, em Dezembro de 1706, é que Domingos Rodrigues deixou de oficiar nas cozinhas da Casa Real. O novo e jovem rei, Dom João V, em reconhecimento dos prestimosos e insignes serviços prestados a seu pai, providenciou-lhe uma boa tença.”

    “A cozinha do convento era um prodígio de aromas e odores exóticos a canela, cadamomo, âmbar,água-de-rosa, flor-de-laranjeira, entre tantos outros, que a cada instante despertavam os narizes.”

    Ora, vá lá tentar encontrar as páginas onde se encontram estes excertos n’Os Dias de Saturno….

  6. isabel ribeiro on Agosto 2nd, 2010 16:50

    João André, assim como “ledig”, em alemão quer dizer solteiro, ” Ehe”, (errare hominum est….) significa casamento. ..
    Em todas as línguas acontece destas coisas. Não somos nós o país dos senhores Silva, Ribeiro, Pereira, Branco, Pires, e por aí fora? E em inglês, White, Green, Taylor, Walker, Morris, Ford….?
    O sr alemão, por sinal, editor, Heinrich Maria Ledig-Rowohlt serviu de inspiração a esta House para atribuição da sua designação, dado os fins a que se destina.

    Por favor, não venha agora dizer que Maria é nome de mulher. O R. Marie Rilke não iria gostar…

  7. MAP on Agosto 3rd, 2010 15:18

    Fico profundamente feliz pela notícia. O Paulo Moreiras não é um escritor mediático e é um maravilhoso escritor. Muitos parabéns, Paulo.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges