Prémio Príncipe das Astúrias de Letras 2009 para Ismail Kadaré

Ismail Kadaré ganhou avanço, na fase final de selecção, a Ian McEwan, Milan Kundera, Cees Noteboom e Antonio Tabucchi. O prémio – 50 mil euros e uma estatueta desenhada originalmente por Joan Miró – será entregue em Outubro, na cidade asturiana de Oviedo. Em Portugal, o escritor albanês é editado pela Dom Quixote, que tem no seu catálogo O Palácio dos Sonhos (1992), A Pirâmide (1994), Abril Despedaçado (2002), A Filha de Agamémnon e o Sucessor (2008), além do livro de ensaios Três Cantos Fúnebres pelo Kosovo (2002).



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges