Quando a poesia vai ao cinema

Esta é uma belíssima antologia. E não o digo por causa do poema da página 34, embora o poema da página 34 se sinta manifestamente orgulhoso por estar ali.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges