Revistas à solta

No sábado, Dia Mundial do Livro, várias edições da LER (e um ou outro livro) foram espalhados pelos jardins da Fundação Calouste Gulbenkian, da Estrela e de São Pedro de Alcântara (Lisboa); e também em Serralves, no Palácio de Cristal e no Jardim do Passeio Alegre (Porto). Uma bela ideia.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges