Romance de José Rodrigues dos Santos vai ser apresentado por ex-operacional da Al Qaeda

Da editora Gradiva recebi o seguinte press-release, anunciando o surpreendente orador convidado para a apresentação de Fúria Divina:

«O novo romance de José Rodrigues dos Santos, Fúria Divina, vai ser apresentado em Lisboa por um dos primeiros operacionais da Al-Qaeda. Abdullah Yusuf já se encontra em Portugal, tendo chegado há alguns dias de África especificamente para apresentar esta obra.
Abdullah Yusuf reuniu-se por diversas vezes com Osama Bin Laden no Afeganistão e foi autor de um atentado reivindicado pela Al-Qaeda. Contactado por José Rodrigues dos Santos durante o processo de pesquisa para a obra Fúria Divina, tornou-se consultor deste romance protagonizado por Tomás Noronha sobre o islão radical.
Abdullah Yusuf irá falar este sábado, 24 de Outubro, na apresentação de Fúria Divina, cerimónia que está marcada para a praça central do Centro Colombo, em Lisboa, às 17h00 – um evento aberto ao público. Outro apresentador do novo romance de José Rodrigues dos Santos será o General Leonel Carvalho, antigo chefe do gabinete de segurança interna do Governo português.
A cerimónia de apresentação do livro contará ainda com a representação teatral de uma cena de Fúria Divina, a cargo do grupo de teatro Fatias de Cá, de Tomar.»



Comentários

5 Responses to “Romance de José Rodrigues dos Santos vai ser apresentado por ex-operacional da Al Qaeda”

  1. Tomar | Fatias de Cá na apresentação do novo livro de José Rodrigues dos Santos on Outubro 21st, 2009 17:10

    […] (via Bibliotecário de Babel) […]

  2. Nelson Ferreira on Outubro 21st, 2009 17:35

    O mundo virado de pernas para o ar…

    Um ex-terrorista recebido de portas abertas para… apresentar um livro?

  3. fallorca on Outubro 22nd, 2009 9:47

    «…Um ex-terrorista recebido de portas abertas para… apresentar um livro» de um ex-reporter de uma guerra de pernas para o ar.
    Bidão de petróleo com livro se paga

  4. unbelievable on Outubro 22nd, 2009 15:29

    “Repórter”, Fallorca? A palavra ainda é nobre e usá-la em referência ao Santos é um insulto a todos os repórteres passados e presentes.

  5. fallorca on Outubro 22nd, 2009 21:01

    unbelievable, meu caro, tenho a carteira profissional de jornalista pendurada no prego há mais de 12 anos, tal me senti insultado pelo que fizeram e quiseram que fizessem da profissão.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges