Série Lydia Davis (3)

NUMA CASA SITIADA

Numa casa sitiada viviam um homem e uma mulher. Do sítio onde estavam escondidos, na cozinha, o homem e a mulher ouviam pequenas explosões. “Vento”, dizia a mulher. “Caçadores”, dizia o homem. “Chuva”, dizia a mulher. “Soldados”, dizia o homem. A mulher queria voltar para o seu lar, mas aquele era o seu lar, ali no meio do campo, numa casa sitiada.

[in Break it Down, de Lydia Davis, Farrar, Straus and Giroux, 1986; tradução de JMS]

Versão original:

IN A HOUSE BESIEGED

In a house besieged lived a man and a woman. From where they cowered in the kitchen the man and the woman heard small explosions. “The wind,” said the woman. “Hunters,” said the man. “The rain,” said the woman. “The army,” said the man. The woman wanted to go home, but she was already home, there in the middle of the country in a house besieged.



Comentários

Comments are closed.

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges