Telegrama

Quase de partida STOP Viagem magnífica STOP Pessoa tinha razão STOP Pátria = Língua Portuguesa STOP O resto é conversa STOP



Comentários

One Response to “Telegrama”

  1. Pedro Pereira on Novembro 8th, 2010 12:30

    Pois é, Sâo Paulo faz-nos essas coisas!

«Tenho a suspeita de que a espécie humana - a única - está prestes a extinguir-se e que a Biblioteca perdurará: iluminada, solitária, infinita, perfeitamente imóvel, armada de volumes preciosos, inútil, incorruptível, secreta» Jorge Luis Borges